Horários das Aulas

Ed. Inf. e 1º ano - 7h às 11h50 / 13h às 17h50.
COM PERÍODO INTEGRAL OPCIONAL.

Ens. Fundamental

- 2º ao 5º ano - 7h às 12h / 13h às 18h.

- 6º ao 9º ano - 7h às 12h30.

Ensino Médio - 7h às 13h30.

Com dia integral (manhã: 7h às 12h30)

- 1ª e 2ª série - 2ª feira das 13h30 às 17h10.

- 3ª série - 2ª feira das 13h30 às 15h10.

Venha conhecer o colégio

Visitas: de terça a sexta às 8h ou às 16h.
Deverá ser realizado um agendamento prévio por meio do número de telefone 2971-6900 ramal: 121, 232 e 115.

Atendimento Secretaria

Segunda a sexta, das 8h às 17h.

Endereço

Rua Dom Henrique Mourão, 201
Santa Terezinha - São Paulo - SP - 02405-030

tel: (11) 2971-6900 - fax: (11) 2973-0079

como chegar

Aulaweb

Ferramenta de apoio ao aluno. Nela, os professores disponibilizam aulas, leituras extras, arquivos de apoio, lista de exercício, links entre outros materiais que podem contribuir para o processo de ensino.

Acadêmico Web

Por meio dessa ferramenta é possível verificar o rendimento escolar do aluno a partir do 2º ano, e o acompanhamento pedagógico a partir do 6º ano.

Portal Educacional


Acesse aqui o novo portal:

versão para computador

versão para Tablet/Celular

9º ano

GUERNICA 9° ANO F: DESIGUALDADE SOCIAL
Confira as fotos!

Ensino Fundamental > Ensino Fundamental II > 9º ano

13-11-2018 10:25



O livro paradidático “Guernica” foi o ponto de partida para a criação dos personagens que compuseram o painel coletivo “Desigualdade Social”, tema escolhido pelo 9° E. Após a análise da pintura Guernica, de Pablo Picasso, e compactuando com a dor da impotência diante da injustiça e da opressão que culminaram no massacre à cidade de Guernica, cada aluno desenvolveu criações que, dentro do tema escolhido, relacionaram-se a cada elemento figurativo da pintura de Picasso.
Finalizada essa etapa, foram escolhidas as criações que mais correspondiam ao assunto Desigualdade Social, as quais foram reproduzidas no painel de tecido. A pintura, realizada pelos alunos da sala, foi toda executada em tons de cinza alaranjado, preto e branco, sem a preocupação com um acabamento primoroso, já que essa etapa também não ocupava a atenção do autor de Guernica. Grandes proporções, figuras sofridas, imagens que incomodam são os componentes principais para que o público seja levado à reflexão e, mais do que isso, provocado a participar mais ativamente em uma sociedade que, em essência, é alienante. Duas vezes nessa obra, a figura do rei aparece. Maior, ele é um monstro devorador, com fome de poder e de dinheiro. Menor, de costas, ele se nega a olhar para os necessitados e injustiçados.
A fome, provocada pela desigualdade, é representada por figuras deformadas que olham, com imenso desejo, o pão a ser ingerido por uma figura indiferente. Um leão, vestido de roupa social e gravata, retrata a necessidade de enfrentamento diário para vencer uma batalha a cada dia.
Ao lado, a figura de um morador de rua com seu melhor e único amigo, um cão. O homem parece anestesiado.
Um gigante e um homem em seu ombro representam as grandes diferenças determinadas pela sociedade.
Outra imagem mostra uma figura que se agarra desesperadamente a uma corda que está prestes a ser cortada.
Um touro, símbolo de poder (relacionado à figura mítica do Minotauro) segura o dinheiro e está pronto para devorar um homem.
Uma balança mostra a imensa desigualdade, quando tantos têm tão pouco e poucos têm muito.
Finalmente, a imagem do sol, que ilumina a todos, independentemente de suas posses, mostrando que os homens são iguais diante de Deus.


Álbuns de Fotos Relacionados

Clique sobre as fotos, para vê-las ampliadas.



DESIGUALDADE SOCIAL







Confira o que está acontecendo nos outros setores

Centro de Idiomas

IMERSÃO
HALLOWEEN

Alunos do Centro de Idiomas se divertem na festa do Halloween